Postado em 12 de Junho às 17h09

O Neuromarketing como estratégia de vendas no food service

Gestão (35)Dicas (37)
  • Blog Raffinato -

Você já ouviu falar em Neuromarketing? Para entender melhor como ele pode ajudar o seu estabelecimento a chamar mais atenção dos clientes e conquistar melhores resultados, precisamos começar explicando:

O que é Neuromarketing?

Talvez o nome seja um pouco intimidador, que remeta a algo complexo. Mas na verdade, seu conceito é simples e direto, e acima de tudo, interessante e importante de se conhecer. Em poucas palavras, Neuromarketing é o estudo das percepções do cérebro humano diante da publicidade e da mensagem das marcas.

Explicando um pouco melhor, o Neuromarketing é responsável por estudar o comportamento das pessoas quando estas recebem a mensagem que as marcas transmitem através de suas ações de marketing, seja por meio de fotos, vídeos, áudios ou textos. Entender o impacto que o marketing tem na mente das pessoas tem como finalidade entender melhor o comportamento do consumidor, um dos maiores desafios do mercado mundial.

Não se sabe exatamente o início dos estudos do cérebro humano para tal finalidade, mas o termo foi utilizado oficialmente pela primeira vez no ano de 2002. Basicamente, os estudos são feitos por medições das ondas cerebrais através de tecnologias usadas em diagnósticos de saúde, como ressonâncias magnéticas por exemplo.

Qual a finalidade dos estudos?

Como mencionado anteriormente, os estudos de Neuromarketing tem como principal função compreender as reações da mente humana diante de ações de marketing e também das mensagens que as marcas das empresas transmitem. Embora não seja a única função das pesquisas, este é o principal objetivo dos estudos.

Com estas informações, empresas podem:

Aprender por que seus clientes tomam as decisões;
Descobrem que partes do cérebro é que motivam os clientes a tomar tais decisões;
Otimizam campanhas publicitárias, ajustando a mensagem a partir do feedback do cliente;
Realizam a reformulação de marca com foco no que o cliente percebe da empresa;
Investem em design de produtos e na inovação como um todo;
Aumentam a efetividade da publicidade e do entretenimento;
Melhoram a experiência do cliente, tanto fisicamente quanto nas plataformas online;
Investir em captação e fidelização de clientes.

Alguns estudos de Neuromarketing apontaram que o comportamento cognitivo do ser humano, ou seja, o desenvolvimento dos seus pensamentos, memórias, raciocínios e até mesmo emoções, pode ser estimulado por diversos fatores visuais. Dessa forma, foi possível perceber que a cor e textura dos alimentos, brilhos, luzes e sombras, tipos de embalagens e informações sobre o preço, são fatores que causam mudanças na percepção do consumidor.

E é por isso que tais estudos continuam sendo realizados, para buscar mais exatidão nas informações do entendimento do comportamento das pessoas e então assim poder focar na satisfação do consumidor. Por exemplo, já foi possível identificar que aproximadamente 95% de todos os processos cognitivos dos seres humanos acontecem no inconsciente, incluindo a escolha alimentar das pessoas.

Com essas informações, podemos partir do princípio que, para ser lembrada inconscientemente pelo cérebro de uma pessoa, uma marca ou empresa precisa investir em ações que entregam sua imagem de forma que o subconsciente do consumidor possa associar com prazer, felicidade, bem-estar, satisfação, entre outras boas sensações.

Pode parecer um pouco óbvio agora falar sobre essas informações, afinal, todos estes estudos já vêm sendo colocados em prática há alguns anos. Mas se pararmos para analisar a evolução das campanhas de marketing em relação ao comportamento do consumidor, podemos perceber que, diferente de antigamente, as pessoas não querem mais ser bombardeadas de informações impositivas, mas sim de conteúdos relevantes, de informações úteis que as façam se sentir confiantes para comprar os produtos de certas marcas.

E agora talvez você esteja se perguntando: “como posso utilizar todas essas informações em benefício meu e da minha empresa?” Pois bem, mesmo que os estudos evoluam a todo instante, e que fatores como cultura e emoções individuais influenciam a percepção das pessoas, existem algumas estratégias que podem ser aplicadas no dia a dia do seu estabelecimento para melhorar o valor da marca da sua empresa, sua presença online, a experiência e a fidelização dos clientes e também melhorar os resultados financeiros da sua empresa. Vamos lá?

Psicologia das cores: utilizar cores de forma correta pode ajudar você a alcançar seus objetivos. Estudos mostram que cores como vermelho e amarelo são importantíssimas no ramo da alimentação. O vermelho por exemplo, é responsável por chamar a atenção. Já o amarelo, tem a função de prender essa atenção do cliente. Não necessariamente elas precisem ser utilizadas juntas, e também não é aconselhável que as utilize em exagero, pois podem causar desconforto.

A cor laranja também chama atenção e estimula compras impulsivas. O verde, associa-se à ecologia, podendo ser utilizado para repassar a ideia de alimentos saudáveis e/ou alimentação vegetariana. Evite o azul e o roxo, podem criar a sensação de algo pesado, tóxico, e consequentemente a perda de apetite pelo cliente.

Storytelling: o Marketing 4.0 trouxe consigo o conhecimento do Consumidor 4.0, que nada mais é que o comportamento dos consumidores com base nas suas emoções, na identificação deste com a marca e na sua importância dentro das empresas. Com isso, ao invés de focar na oferta dos produtos, empresas estão utilizando a metodologia do storytelling, que é basicamente o uso de narrativas, não necessariamente focando no produto, para ativar o lado emocional do consumidor, fazendo com que ele se identifique com aquilo e absorva o conteúdo sem pensar que está sendo direcionado para uma possível decisão de compra.

Elementos visuais: estes são detalhes importantes que devem ser levados em consideração tanto na construção ou reformulação da marca, como para as redes sociais, publicidades e até mesmo embalagens e identidade visual interna e externa do estabelecimento. Em um rótulo ou embalagem, por exemplo, é fundamental que as informações sejam fornecidas por completo, mas sem que haja poluição visual, trazendo maior conforto na percepção do cliente. O posicionamento das informações e dos elementos visuais também é fundamental, sendo que você pode direcionar a atenção do consumidor para os dados mais importantes.

Gatilhos mentais: muito utilizados em ações estratégicas de marketing, os gatilhos mentais influenciam diretamente na decisão de compra, pois através destes, as marcas transmitem informações objetivas e subjetivas que fazem o consumidor sentir a necessidade de consumo daquele produto ou serviço. Um exemplo disso é a limitação de certo produto: quando utilizados termos como “últimas unidades”, o cliente entra no impulso da compra, pois mesmo sendo algo que ele não precise com urgência, ele vai querer aproveitar antes que acabe.

Ancoragem de preços: muitas vezes os preços dos produtos são considerados altos ou baixos de acordo com comparações. O cérebro humano tem certa dificuldade em entender o preço que aquele produto tem em relação ao benefício que ele traz. Mas, ao comparar com a da concorrência, as pessoas vão julgar sendo mais barato ou mais caro. Uma boa forma de driblar esse desafio é agregar produtos, os famosos combos. Essa vantagem percebida pelo consumidor traz a sensação de satisfação em realizar a compra.

Ofereça valor, não preço: talvez algum cliente já tenha dito que os preços do seu cardápio estejam altos. Essa sensação é normal, pois como citado no item anterior, há falta de percepção sobre o preço e o benefício que aquele produto tem para as pessoas. Para lidar com isso, você pode agregar maior valor aos seus produtos. Por exemplo, se ao invés de o garçom apenas repassar o cardápio aos clientes, ele possa fazer uma breve apresentação dos itens e de como seus clientes podem se satisfazer ao consumidor aqueles produtos. Boas fotos e informações mais detalhadas também ajudam na percepção do valor ao invés do preço.

Nem sempre mais é melhor: o Neuromarketing também trouxe consigo a percepção de que existem certas coisas que precisamos deixar de lado na hora de vender. Excessos de produtos é uma delas. Quando o menu de um estabelecimento é repleto de opções, o cliente pode se sentir saturado de informações, e isso pode causar paralisia na escolha dos consumidores. Por não saber o que escolher, o cliente pode não escolher nada, ou optar por algo que depois irá se arrepender.

A melhor opção sempre é encontrar o equilíbrio, ofereça opções que sejam variadas, mas sem exageros. Uma boa ideia é dar a possibilidade ao cliente personalizar seu pedido, assim ele se sente mais satisfeito com aquela tomada de decisão, e essa satisfação pessoal vai influenciar positivamente na percepção que ele tem sobre o seu estabelecimento.

Os estudos de Neuromarketing para aplicações de técnicas podem trazer benefícios significativos para o dia a dia de um estabelecimento de food service, também para o aumento das vendas, mas especialmente para melhorar a proximidade e a sua relação com seu cliente, que trará bons resultados a médio e a longo prazo.

Estratégias de Neuromarketing podem e devem ser utilizadas sempre de forma inteligente, pois como trata-se de emoções e de ações do subconsciente, precisam ser aplicadas com cautela e de forma estratégica para não gerar desconfortos. E lembre-se sempre: o cliente é e sempre será o foco do seu negócio. E sempre que precisa, você sabe que pode contar com a Raffinato para ajudar você a entender e estruturar melhor sua empresa para melhor experiência dos seus clientes.

Raffinato,
Pronto para servir.

Veja também

O Delivery Vegano como oportunidade de negócios23/06 O sucesso do Delivery pelo país (e também pelo mundo inteiro) já deixou de ser novidade. Tanto para a rotina dos estabelecimentos quanto dos consumidores, o formato de pedidos com entregas tem se tornado comum. Pesquisas e até mesmo depoimentos têm revelado o aumento do interesse pela praticidade de pedir e receber em casa, no trabalho e até mesmo no lazer. Ao mesmo......

Voltar para Novidades

© 2020 Todos os direitos reservados
src="https://www.facebook.com/tr?id=252775516294957&ev=PageView&noscript=1"
/>